xok:

agora... adentre: entre: se toque, se pop, se top, me provoque!

12.4.11

por um tempo.

um passarim, como se diz em Araripina.
voando.
nas asas da graúna vão sonhos e solidão.
sou pardal, assum branco, preto e cor de não.
cego dos óio?
dos oím do meu amor?

um monte de coisa que nem sei.
um monte de música gritando em mim.

como se diz em Araripina, um passarim.
daqueles que passam e ninguém sabe pronde foi.

fui em busca de alguma água.

mas sei:
sede específica não se mata
com goladas.
sede específica é sede?

é nada!

sou todo música em mim.
sou sim, sou passarim.
lá no alto.
fui.
todo escrito em parede fotografada.
fui fotografia mandada, roubada, poesia e cor degradé.

agora sou silêncio.
sou quêde e sou cadê!




4 comentários:

Lolinha disse...

Você é lindo...

Pink Vigarista disse...

somos!

Tiago Castelo disse...

Aaah... como é bom voar...!
Passarim lindo.

Pink Vigarista disse...

sim!
vamos voar!