xok:

agora... adentre: entre: se toque, se pop, se top, me provoque!

6.3.11

criação de um novo.


faz tempo, houve um de mim.
ele dormiu.
assim, feito um monstro desses lagos por aí,
e, cobra grande que sou, troquei peles.
amei!
tanto tanto amei!
e a devassidão/vazio me deixaram.
o monstro tem ronronado por dentro.
tem querido acordar.
o monstro, na verdade, é uma metade.
aquela que me salva do bobo apaixonado que se suicida 
num salto em direção de escuros bons.

o monstro que me salve,
que venha
que me acorde.

qual o nome do monstro em mim?

2 comentários:

Lolinha disse...

Não sei o nome do monstro... mas continuo te amando!

Pink Vigarista disse...

que bom!
amar, antes que o monstro durma.