xok:

agora... adentre: entre: se toque, se pop, se top, me provoque!

3.8.10

preciso comemorar a vida! agradecer!






a noite cai, apaga as gargalhadas, fecha o tempo, muda o prumo:
mas pode ser tranquilo.
vejo o quanto sou mais velho, as rugas insistem, o corpo muda, as respostas são mais difíceis:
mas pode ser tranquilo.
vejo o quanto sou mais novo, me divirto, brinco, proponho corridas em volta do quarteirão:
mas isso pode ser tranquilo.

vez ou outra meu mundo pesa.
em alguns instantes eu sinto falta: de que?
saudade: de onde?
vontade: de quem?
querência: de quando?

ontem, amanhã. não quero pensar no hoje: fazer. e pensar depois dele passar. ou antes: quando ele ainda não houver sido.

vou subir a serra.
vai ser bom.
vou subir a serra.
vai ser bom.
vou subir a serra.
vai ser bom.


queria chegar em casa e dividir as coisas boas, o dia bom. quede o povo?

vou morar sozinho.
quando? onde?

_ Deus, quedê minha casa? e minha mega sena?

eu quero um jipe amarelo na hora de ir pra aula.
mas vou continuar pedalando, que acho bom.

hoje dancei.
faz tempo não dançava.

vez ou outra eu faço vergonha. eu sei.

eu queria ser menos real.

vou ali no Pedrinho.
preciso comemorar a vida!

beijos na alma e no coração!

(as fotos são de Anastácia Menina)

4 comentários:

Lolinha disse...

Ri litros!!

Paulo José disse...

e o resto...?
vira crônica já a saga desta noite.
rsrsrs.

Renan P. disse...

rs, lindo.

Paulo José disse...

lindo é tu, mah1
rsrsrsrs